Como se desapegar de itens de forma ecologicamente correta

O Dia Mundial da Terra (22 de Abril) está chegando e, para comemorar essa data importante, criamos uma série com dicas sobre como permanecer ecologicamente correto enquanto você organiza sua casa. Também falaremos sobre “como criar uma cantinho para reciclagem” e “hábitos de compra sustentáveis” nas próximas semanas.

Claro que essas dicas não são apenas para serem seguidas durante este período, mas durante todo o ano. Afinal, o nosso planeta precisa da nossa ajuda e nós precisamos do nosso planeta.

Desapegar de coisas que não usamos tem muitos benefícios em nossas vidas. Podemos pensar melhor em um ambiente tranquilo, podemos relaxar, podemos encontrar coisas mais fácil, etc. Se você está fazendo este processo sem ajuda de uma Personal Organizer, eu sugiro que você olhe para cada cômodo de sua casa com um olhar renovado e anote as coisas que não pertencem nesse espaço. Essa é uma ótima hora para você pensar em como você quer que esse cômodo seja.

Agora, com sua lista em mãos, vamos verificar em cada cômodo como podemos organizar as coisas sem prejudicar o meio ambiente.

Doe / Venda

Pegue uma caixa e colete todos os itens que você não usa, ama ou lembra te ter usado em muito tempo. Às vezes, nós apenas guardamos as coisas porque nos sentimos culpados por joga-las fora. Eu estou te dando a autorização que você precisa para se desfazer desses itens! Essas coisas encontrarão uma nova casa onde serão usadas.

Muitas vezes ouvimos nossos clientes dizerem que certos itens custam caro e, por causa do valor, é difícil deixá-los ir. Bem, se esse for o seu caso, você pode criar uma caixa com esses itens, definir uma data para que elas saiam de sua casa. Leve-os a um brechó, poste nos grupos de desapego, ou realize uma “venda de garagem”.

Não importa se você está doando ou vendendo suas coisas, o segredo aqui é agir rápido e dar uma segunda chance a esses itens da maneira mais ecológica possível.

Reciclar

Reciclar está ficando cada vez mais complicado. As pessoas estão jogando nos latões de reciclagem coisas que não podem ser recicladas e esse ato pode prejudicar todo precesso. Isso resulta em muitos materiais recicláveis ​​acabarem no lixão.

Para saber mais sobre o que é reciclável em sua área, consulte o site da sua cidade.

Escolha arquivos digitais

Como acabamos de falar sobre reciclagem, eu pensei que você gostaria dessa dica também, afinal, o papel se multiplica como coelhinhos!

Você sabia que os envelopes que têm essas janelas de plástico não podem ser reciclados? Sim, fiquei surpreso quando soube disso também. Você precisará remover o plástico antes de colocar o restante na lixeira.

Sempre que possível, opte por arquivos digitais de suas contas, revistas, jornais, etc.

Agora que você ja se desapegou de maneira ecologicamente correta, a melhor maneira de manter a sua “casa verde” é ser um consumidor consciente. Não compre se você realmente não precisar. Procure itens que não agridam o meio ambiente, como vidro, tecido, etc. Se possível, fuja de plásticos, produtos descartáveis, e isopor.

Crie um ambiente propício a brincadeira inspirado na filosofia Montessori

Você conhece a filosofia Montessori? Depois de me tornar mãe, aprendi e me apaixonei por ela. Tentei implementar um pouco desse método, na vida dos meus filhos para ajudá-los a crescer de forma independente e confiante. Vou contar para vocês um pouquinho mais sobre essa maneira de se organizar.

Um espaço Montessori é criado com as necessidades da criança em mente. Você pode implementar esse método de educação em todas os cômodos da sua casa para envolver e engajar seu filho, de qualquer idade, a dominar as habilidades da vida diária como: autocuidado, rotinas domésticas e educação. Para isso, você vai precisar de móveis adequados (cadeiras, mesa, prateleiras, etc.), tudo no nível da criança e de fácil acesso.

Acredito que na cultura americana seja mais fácil (e mais barato) comprar brinquedos para crianças em qualquer época do ano, sem necessidade de nenhuma ocasião especial. É por isso que muitas famílias estão sobrecarregadas com coisas de crianças por toda casa. Minimizar o número de brinquedos que seus filhos têm acesso é muito importante para que eles possam se concentrar e realmente brincar em vez de apenas ter pilhas e pilhas de brinquedos no chão.

Eu sempre motivo meus clientes a implementar uma método de rotação de brinquedos, ou seja, deixe acessível apenas um determinado número de brinquedos para o seu filho e tente incluir variedades como: sensorial, cultural, matemática, linguagem, atividades de vida prática, etc.

Com isso em mente, ajudei uma jovem e dedicada mamãe a montar a sala de brinquedos (playroom) de seu filho. Maddie também tem um canal no Youtube chamado “Maddie and True”, onde eu fiz uma colaboração. Vou deixar o link do vídeo abaixo.

De qualquer forma, com as dicas que dou aqui, você poderá implementar o mesmo conceito na sua casa. Existem opções para qualquer tipo de orçamento.

1) Editar e categorizar: elimine ou reduza o número de brinquedos eletrônicos (qualquer coisa que funcione com bateria/pilha), brinquedos com o mesmo propósito ou se você tiver muitos repitidos, mantenha um; não-realístico e não seja adequado à idade (avançado ou muito atrasado). Divida os brinquedos restantes em categorias como habilidades motoras, artes e ofícios, instrumentos musicais e outros.

2) Armazenar / Rotar: para manter o ambiente tranquilo, sugiro fazer rotação de brinquedo. Por exemplo, caso tenha 10 bonecas, faça a rotação de forma com que a criança tenha acesso à apenas 2 de cada vez. Armazene os brinquedos em recipientes etiquetados em um armário.

3) Decore: faça o ambiente convidativo para as crianças e bonito para os olhos, adicione um pouco de arte às paredes ou faça uma arte com seu filho.

4) Coloque à mostra: exiba os brinquedos em prateleiras acessíveis na altura dos seus filhos, isso fará com que eles se sintam mais motivados a brincar.

Aqui está uma frase de John Bowman que me motiva a criar espaços organizados para as crianças: “As crianças pequenas adoram fazer atividades com os pais. As crianças procuram e trabalham pela independência, quer as ajudemos ou não. Envolvendo o seu filho em atividades domésticas regulares, você pode ajudar a criar a auto-imagem dele, para ser uma pessoa competente e confiante. ” (em tradução livre).

Dicas para uma mudança organizada

Faz algum tempo desde que me mudei pela última vez, mas como a maioria dos meus clientes não sabem nem por onde começar, vim aqui contar alguns dos meus segredinhos que serão bem úteis caso você esteja de mudança também.

DICAS PARA UMA MUDANÇA ORGANIZADA

1) Aproveite que vai mexer em todas as suas coisas e faça um “desapego” ou uma doação. Separe os itens que você deseja manter, doar ou jogar fora. Dessa forma, você vai levar para sua nova casa apenas coisas que você ama e sabe que vai usar.

2) Não se esqueça de colocar etiquetas nas caixas de acordo com o cômodo em que elas estão indo na nova casa. Se possível, faça um mapa da nova casa com cores e códigos, isso fará com que as pessoas que estão te ajudando a se mudar saibam onde as caxas devem ir.

3) Sobre o tamanho das caixas: coisas pesadas devem ir em caixas pequenas, coisas leves em grandes. Exemplo: livros vão em uma caixa pequena. Roupa de cama, travesseiros vão em uma caixa grande.

4) Separe as coisas que você mais usa para encaixotar por último, por exemplo coisas de cozinha, banheiro e remédios. Coloque etiquetas nessas caixas que digam: Abra primeiro!

É isso! Quatro passos fáceis que podem fazer uma enorme diferença. Aproveite a mudança para sua casa nova!

Se você precisar de ajuda com a organização em qualquer momento do processo de mudança é só me chamar. Será um prazer ajudar! 🙂

Como Organizar seus materiais de acampamento

Meu filho, então com 3 anos, por mais de um mês não falava sobre outra coisa a não ser que queria ir acampar. Então decidimos acampar no final de semana! Nós geralmente acampamos uma vez ao ano, e aproveitamos bastante esse momento em família!

Mesmo não acampando com tanta freqüência, nós mantemos todos os nossos materiais de acampar organizados. É so colocarmos tudo no porta-malas do carro, e isso não demora tanto. Em momentos como esse, a organização faz muita diferença. O que mais queremos é aproveitar mais tempo juntos e sem nos estressar procurando as coisas pela casa. Imagina o quanto demoraria para fazer as malas numa ocasião como essa?

Siga o passo-a-passo de como ter um acampamento organizado

1- Temos uma caixa de plástico na garagem, onde ficam colchões infláveis, infladores (para os colchões), lanterna, pratos, talheres, canecas, toalha de picnic e outras coisas do gênero.

2- Ao lado da caixa temos cadeiras de praia, barraca, panelas e frigideiras, tudo muito acessível.

3- Dentro da casa eu tenho uma outra caixa onde guardamos os cobertores extras e lençóis que usamos apenas quando vamos acampar, pois já são mais velhinhos.

4- Roupas para as crianças já estão no nosso “kit de viagem” e isso deve ser suficiente para uma noite fora, sem problemas. Durante o verão o kit viagem” já fica dentro do carro em uma sacola, pois estamos prontos para parar na piscina ou brincar em um chafariz (coisa bem normal aqui nos Estados Unidos)

5- Então, as coisas que realmente preciso organizar de última hora são lanches e alguns aperitivos para meu marido e eu.

O que eu quero chamar a sua atenção aqui é que, se você passar algum tempo organizando a sua casa, isso trará retorno e economizará muito tempo para fazer as coisas que você ama!

Nesse acampamento, fizemos um passeio lindo ao longo do rio, caminhamos ao lado dos trilhos do trem, assamos cachorros-quente na fogueira e comemos s’mores, e dormimos na barraca. O parque estadual onde acampamos realizou uma palestra sobre a natureza para as crianças, e aprendemos sobre as tartarugas da região.

Quais são as coisas que você tem vontade de fazer mas sempre adia porque não consegue encontrar o que precisa ou precisa organizar a casa?

Espero que todos tenham uma ótima experiência acampando!